Flatulência – Gases e a fitoterapia

[ 0 ] janeiro 3, 2013 |

Flatulencia Gases 300x199 Flatulência – Gases e a fitoterapia

Na maioria das vezes os gases refletem fermentação ou putrefação acontecida dentro do aparelho digestivo do individuo. Em freqüência bem menor eles podem refletir deglutição apressada e afobada com ingestão de ar. Tanto os gases produzidos pelas bactérias como o ar ingerido se expandem com o calor intestinal provocando distensão na região, acompanhada de sensação de mal estar. Gases inodoros refletem fermentação (atuação bacteriana sobre amidos, açucares ou fibras ingeridas em excessos), ou deglutição de ar. Gases fétidos refletem atuação bacteriana sobre proteínas (carnes, queijos, soja, etc.) ou gorduras ingeridas em excesso.

Causas possíveis

  • Comer apressadamente
  • Comer conversando muito (telefonemas, reuniões de negocio, discussões)
  • Mastigar pouco
  • Misturar muitos tipos de alimentos
  • Alimentação muito concentrada em proteínas, gordura, e/ou carboidratos
  • Usar líquidos às refeições
  • Comer novamente, antes que o estomago tenha se esvaziado da refeição anterior
  • Adoção repentina de alimentos ricos em fibras

Ao começar adotar verduras, legumes, frutas e cereais integrais em abundancia, algumas pessoas sentem que o organismo “reage mal”. Faça-o paulatinamente levando algumas semanas para implantá-lo completamente. Assim haverá tempo para a readaptação das enzimas digestivas, bem como a reposição da flora bacteriana benéfica.

Medidas Sugestivas

  • Por 6 ou 7 dias, em jejum, ao se levantar, tome 1 colher de sobremesa de carvão em pó ativado, diluído em 300ml de água morna. O Desjejum só deverá ser tomado 35 a 40 minutos mais tarde. Aumente a ingestão de água nesses dias para não causar obstipação.
  • Evite o uso excessivo de amidos, doces, açucares e outros alimentos amiláceos.
  • Mastigue muito bem cada bocado (inclusive os alimentos moles, ou que se desmanchem na boca).
  • Não use liquido junto com a mastigação com a finalidade de fazer o alimento “descer” mais rápido.
  • Limite o numero de variedades em cada refeição a 3 ou 4 tipos de alimentos no máximo.
  • Adote praticas que levem o intestino a funcionar pelo menos 1 vez por dia (duas ou três vezes será melhor).
  • Tome bastante água e chá de erva doce durante o dia.
  • Pratique exercícios físicos regularmente.

Alimentação

Prefira os seguintes alimentos

Se o intestino não for muito “solto”, adote uma das seguintes praticas laxantes por dia:

  • Ameixa preta (deixar de molho na noite anterior; de manhã usar a água e a polpa das ameixas).
  • Semente de mamão (podendo mastigá-las ou não; use também em vitaminas, batendo junto de meia a uma colher de chá destas sementes)
  • Semente de linhaça – deixar uma colher de sopa de linhaça de molho em meio copo d’água por uma noite e de manhã usar o liquido coado. As sementes podem ser usadas moídas como parte da refeição.
  • Água de sene – uma colher de sobremesa por xícara de água – deixar de molho ao invés de ferver.
  • Óleo de oliva extra virgem puro – tomar uma colher de sopa em jejum. Escolher óleo de boa procedência.
  • Ervas aromáticas (na forma de infusão, de preferência): aniz, hortelã, salva, funcho, erva doce.
  • Iogurte (normaliza a flora intestinal).
  • Verduras cruas bem mastigadas: introduzi-las paulatinamente até serem usadas em abundancia.
  • Frutas laxantes: mamão, figo, morango, uva, melancia, amora, laranja, mexerica, manga, pêssego, abacaxi, abacate, pinha, nêspera, necterina.

Evite os seguintes alimentos

  • Cebola e alhos crus
  • Pimentão e orégano
  • Feijões em geral, especialmente as cascas deles. Em alguns casos, é possível usar o caldo coado.
  • Pão recém assado (é melhor usar pão amanhecido, preferencialmente torrado)
  • Massas: biscoitos, bolachas
  • Alimentos “macios” e que “desçam” facilmente: purês, mandioquinhas, batata, nhoque, polenta, (por “descerem” facilmente, normalmente não são bem mastigados, sendo assim pouco expostos à ação da platina)
  • Cevada (preparada com café)
  • Melão e melancia
  • Uva e sucos derivados
  • Repolho e sua família (em geral quando cozidos)
  • Leite, especialmente com açúcar (o iogurte não entra no grupo dos fermentescíveis)
  • Bebidas gaseificadas

Tags: , ,

Category: Fitoterapia

Sobre o Autor ()

Amante da tecnologia, porém ainda escravo de alguns rituais antigos, como não tomar remédios, gosto de tudo um pouco, sou chato e amo quem está ao meu redor, mais sobre mim? só me conhecendo mesmo. Um grande abraço.

Deixe um comentário

likeface